BERÇÁRIO 2

O Berçário 2 atende crianças de 13 a 24 meses, que iniciam esta faixa etária andando com certa firmeza, correndo ainda bamboleantes, ensaiando suas primeiras palavras e aumentando sua capacidade de comunicação gestual e verbal. Nesse grupo são incentivadas a ampliar seus espaços de exploração e conhecimento do meio ambiente, usando, além da sala de apoio (que tem poucos móveis e muitos livros, revistas e brinquedos), as outras salas de atividades, o pátio, o parquinho, a piscina e a quadra.

O relacionamento da criança com as pessoas que a cercam é um fator importante que vai influenciar na sua visão de mundo e na forma de situar-se frente a ele. O carinho e atenção dos profissionais são essenciais para o apoio ao seu desenvolvimento integral. Nessa idade a criança depende do adulto, tanto nas rotinas diárias, como na satisfação de necessidades básicas. Mostra-se ciumenta e procura ter exclusividade, chamando a atenção do adulto, exibindo-se e/ou fazendo o que não é permitido. Demonstra alegria e interesse na presença de crianças. Mantém contatos rápidos, "toca", faz carinho nos colegas, toma objetos ou agride.

As crianças armam quebra-cabeças simples, empilham e enfileiram peças de encaixes, mas vão além disso, pois os brinquedos, agradáveis de olhar e de manusear motivam e despertam o interesse e desejo de combinar, descobrir e criar novas formas de utilização.Os brinquedos estimulam o desenvolvimento da coordenação motora manual, enriquecem a percepção e possibilitam a exploração e conhecimento de diferentes formas, texturas, cores, tamanhos e pesos.

" Os estímulos e motivações se modificam a cada proposição, mas o importante é que as brincadeiras sejam movimentadas e acompanhadas de música. Joguinhos de imitação de animais e meios de transporte, brincadeiras com bolas, exercícios de "ginástica" com partes determinadas do corpo e "brincar" de andar em diferentes superfícies, arrastar, engatinhar, pular, escalar, dançar, são algumas das atividades propostas para a faixa etária.

Brincar de tampar e destampar, encher e esvaziar recipientes grandes, manusear e folhear livros e revistas que contenham gravuras grandes e coloridas, pintar, rasgar papéis e caixas de ovos, espremer, amassar e apertar massinha ou similares, fazem parte do dia-a-dia dos alunos do Berçário 2.

Conversas informais a partir das vivências na creche escola, nos momentos de alimentação, de troca de roupa, de mudanças de ambiente, nas brincadeiras em geral ou ainda falando de assuntos de interesse, motivam a criança a expressar-se verbalmente e ao mesmo tempo ser capaz de ouvir e ir integrando o que é dito ao contexto do grupo.

Joguinhos de linguagem e de imitação, atividades a partir de gravuras grandes e coloridas e com sacos de surpresa, entre outras, contribuem, de forma lúdica, para que os objetivos nessa área sejam alcançados. Histórias pequenas, com enredo e vocabulário simples e com muito som e movimento, são de grande proveito nesta faixa etária, assim como teatro de fantoches e músicas simples.

A rotina é importante nesta idade, pois permite a aquisição de hábitos, atitudes e limites sociais, fundamentais para a vida. De início as crianças usam fraldas, que devem ser descartáveis. O controle de esfíncteres é iniciado por volta de 22 meses e as fraldas devem ser trocadas por cuecas ou calcinhas, enviadas para a creche em maior quantidade nessa época.

As mamadeiras são substituídas pelos copos e a criança é incentivada a começar a alimentar-se sozinha, com o apoio do adulto dando um sentido de responsabilidade, com isso não são usados babadores no momento das refeições.

As crianças podem adormecer de formas variadas, mas com freqüência solicitam a presença do adulto e usam chupetas, fraldas, dedos ou travesseirinhos. Dormem, em média uma hora e meia após o almoço, em berços.

As refeições são balanceadas e os cardápios, elaborados e supervisionados pela nutricionista, são afixados nos quadros de aviso e enviados pela agenda.

A saúde ainda é motivo de cuidados especiais. Nossa Coordenadora se responsabiliza pelos cuidados básicos de medicina preventiva que garantem um ambiente limpo e saudável, propício ao trabalho psicopedagógico, buscando a diminuição de doenças passíveis de controle. Os afastamentos por doenças, desagradáveis para as famílias, são medidas preventivas e protetoras da saúde individual e coletiva.

Educação Infantil
topo